Declaração de Coronavírus

Declaração da RB sobre o uso do ibuprofeno

25 de março, 2020

 

Não existe atualmente evidência científica contra o uso do ibuprofeno no tratamento dos sintomas do COVID-19

 

A Reckitt Benckiser (RB), fabricante do Nurofen, está ciente da disseminação contínua de informações díspares sobre o uso de esteroides e produtos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), incluindo o ibuprofeno, para aliviar os sintomas do COVID-19.

 

Com base em todas as informações disponíveis, atualmente não há evidências científicas vinculando o uso sem receita de ibuprofeno ao agravamento do COVID-19.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS), a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), a Agência de Medicamentos e Alimentos dos EUA (FDA) e várias outras autoridades de saúde também emitiram declarações reconhecendo a ausência de evidências científicas conclusivas sobre este tópico.

 

  • Comunicado completo da OMS disponível aqui.
  • Comunicado completo da EMA disponível aqui.
  • Comunicado completo da FDA disponível aqui.

 

A segurança do consumidor é a nossa prioridade número um. O ibuprofeno é um medicamento reconhecido e bem estabelecido no mercado, com bom perfil de segurança, utilizado como automedicação para tratar os sintomas da dor e da febre, inclusive em doenças virais, há mais de 30 anos.

 

Como qualquer medicamento, lembramos aos consumidores e aos seus cuidadores que leiam com atenção e sigam as instruções fornecidas na embalagem e no folheto informativo. Se tiver dúvidas adicionais, fale com o seu médico.

 

Enquanto organização responsável e orientada para a ciência, estamos a trabalhar com as autoridades de saúde. Continuamos comprometidos em comunicar qualquer informação ou orientação adicional necessária para o uso seguro dos nossos produtos, caso se verifique necessário.