Breadcrumbs

Dores menstruais

Dores menstruais

Se tem dores menstruais, saiba que não está sozinha! A maioria das mulheres sofre de dores menstruais. Fique a saber que é o problema ginecológico mais comum que as mulheres mais jovens enfrentam. As dores menstruais geralmente começam durante a adolescência, poucos anos depois de iniciar a menstruação.

 

A intensidade das dores menstruais pode variar, o pior é o impacto que tem sobre a capacidade de fazer tarefas diárias comuns, como ir à escola ou ir trabalhar. Geralmente a dor é mais intensa nos primeiros dias da menstruação e vai gradualmente desaparecendo nos 2 a 3 dias seguintes.

 

Qual a causa das dores menstruais?

 

As dores menstruais são causadas por químicos naturais chamados prostaglandinas que são libertados no útero durante o período. Algumas mulheres têm níveis mais elevados de prostaglandinas do que outras (embora não seja claro por que motivo) e são também mais propensas a sentir dores menstruais. As prostaglandinas fazem com que os músculos da parede do útero se contraiam, o que dá a sensação de cólicas dolorosas. Os níveis são mais elevados antes do início da menstruação, que coincide com  o momento em que as dores menstruais são mais fortes. Passados um ou dois dias, os níveis de prostaglandinas descem, e a dor normalmente desaparece.

 

As prostaglandinas podem causar mais do que apenas cólicas menstruais.

 

Nem todas as dores menstruais são iguais

 

Na verdade, existem dois tipos de dores menstruais:

 

Dismenorreia primária: Este é o termo usado para classificar o tipo de dores menstruais que a maioria das mulheres sente durante a menstruação. Começa geralmente um ou dois anos depois da primeira menstruação, e vai tornando-se menos dolorosa à medida que envelhecem. Muitas mulheres acham que as dores menstruais dimunuem após terem filhos ou quando tomam contraceptivos hormonais, como a pílula, o adesivo ou o anel.

 

Dismenorreia secundária: Este é o tipo de dor provocada por um distúrbio no sistema reprodutor, tais como aderências ou miomas. Cerca de 1 em cada 10 mulheres com dores menstruais sofre de dismenorreia secundária. Ao contrário da dismenorreia primária, a dismenorreia secundária tende a começar numa idade mais avançada e a piorar com o tempo. Além disso, a dor pode começar antes da menstruação, durante a menstruação, e persistir mesmo após a menstruação terminar.

 

Aliviar as dores menstruais

 

Existem várias formas para aliviar as dores menstruais:

• Deixar de fumar: Fumar piora as dores menstruais, o que é mais uma razão para deixar.

• Ter uma dieta saudável: Reduzir o consumo de café e álcool enquanto estiver menstruada, e tentar evitar os alimentos processados ​​ou ricos em gordura. Coma mais frutas, legumes, cereais integrais, e peixe, especialmente peixes gordos como salmão, atum e sardinha, que são ricos em ómega-3.

• Exercício: O exercício físico regular entre os períodos é uma boa ideia. Enquanto estiver menstruada, faça exercícios de alongamento ou ande a pé para aliviar a dor.

• Medicação para o alívio da dor: Analgésicos que reduzem os efeitos das prostaglandinas são muito eficazes para as dores menstruais. Estes analgésicos são chamados fármacos anti-inflamatórios não-esteróides (AINEs para abreviar) e incluem o ibuprofeno, o ingrediente ativo de Nurofen.

• Suplementos: Algumas pessoas sentem que tomar magnésio, óleos de peixe, vitamina B1 ou vitamina B6 pode ajudar com as dores menstruais. Outros suplementos que podem ajudar incluem Erva de São Cristóvão, óleo de prímula, Angelica sinesis e Vitex agnus castus.

• Relaxe e cuide de si: As técnicas de relaxamento, o yoga, a meditação, a acupuntura, o repouso ou medidas tão simples como usar um saco de água quente sobre o ventre. Um chá de ervas, como a hortelã ou o gengibre, pode ajudar a aliviar as náuseas e o inchaço.

 

Quando é que me devo preocupar com as dores menstruais?

Para a maioria das mulheres, ter um pouco de dor durante a menstruação é apenas uma situação natural da vida, e geralmente desaparece após alguns dias. No entanto, deve falar com o seu médico se as dores mentruais:

• não são aliviadas por medicamentos para a dor ou outras medidas, e se está a interferir com a sua vida diária e com o seu trabalho.

• pioram à medida que envelhece - o que pode ser uma indicação que alguma coisa distinta do seu ciclo menstrual normal poderá estar a causar as dores.

• Dura mais tempo do que a menstruação.

 

Leia sempre o folheto informativo. Respeite a posologia e o modo de utilização, presentes no folheto. O uso incorreto pode ser prejudicial. Se os sintomas persistirem, consulte o seu profissional de saúde. Todas as informações apresentadas nestas páginas da web não se destinam a diagnosticar ou a prescrever. Sempre que tenha questões ou dúvidas relacionadas com a sua saúde, contacte o seu médico.

 

Estamos empenhados em manter a informação pessoal segura. Clique aqui para ver a nossa política de privacidade.